Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 28 de março de 2012

496° Dia – Balneário Rincão – Torres – 26/03/2012 – Segunda-feira


Hoje éramos obrigados a acordar cedo, senão não chegaríamos em Torres. Sendo assim, levantamos e fomos tomar o nosso café da manhã. Fomos surpreendidos por um belo desayuno e nos empanturramos! Retornamos ao quarto, arrumamos tudo e já partimos para a estrada.
Apesar de termos visto no Google Maps que o relevo da região era pouco acidentado, o sobe e desce continuou, sendo pouco constante. Depois de um pouco mais de uma hora de pedal, chegamos à Ararangua. Como estávamos sem água e tínhamos deixado para comprar uma de 5 litros em algum super de beira de estrada (não teve nenhum em quase 25Km), entramos na cidade para nos abastecermos.
A Cris foi às compras enquanto fiquei conversando com os seguranças do supermercado que se interessaram pela nossa expedição. Assim que ela voltou, vi que estava carregada de comida (a nossa dispensa estava vazia). Aproveitamos a sombra e o confortável banco do supermercado para fazermos um lanchinho. Degustamos uns cachorrinhos com chá gelado muito saborosos.
De volta à estrada, vimos que agora “só” faltava uns 65Km. Felizes por estarmos perto do Rio Grande novamente, apertamos o pedal. Para a nossa sorte, o sobe e desce diminuiu e a estrada, em sua grande maioria, voltou a ser duplicada. O único problema era o vento contra. Foram umas 2h até chegarmos a Sombrio e darmos mais uma paradinha para comermos algo. Aproveitamos que tinha um supermercado na beira da estrada e fomos até lá. Desta vez, o cardápio foi bolo de chocolate com iogurte. Após matarmos quase meio bolo e tomarmos 900ml de iogurte, retomamos às pedaladas. Porém, uma coisa nos impressionou: carrinhos de supermercado para crianças ou anões. Que coisa mais estranha!
Agora sim faltava pouco, pois seriam os últimos 30Km fora do Estado. A esta altura, a estrada já era completamente plana e o tempo passou voando. Quando percebemos, já estávamos na ponte sobre o rio Mampituba que separa Santa Catarina do Rio Grande do Sul. Fomos obrigados a fazer uma paradinha para registrar o momento. Ainda lembramos que não teremos mais que pedalar por nenhuma BR, ou seja, muito menos movimento, principalmente de caminhões! Assim que colocamos as rodas no Rio Grande, depois de mais de 1 ano e 4 meses fora, sentimos uma sensação muito boa de “estarmos em casa”.
Pedalamos mais uns 10Km até chegarmos ao Camping da Guarita, pois foi onde o pessoal com quem falamos nos recomendou ficar. Assim que chegamos, fomos super bem recebidos e começamos a nos instalar. Montamos a barraca e fomos tomar um banho bem quentinho. A temperatura já caiu bastante e o tempo de tomar banho gelado já ficou pra trás faz tempo! Após o banho, vimos que o camping oferece uma excelente área de lazer com mesas, mesas de jogos e cozinha. Aproveitamos este espaço para ficarmos vendo as novidades na internet e falando com o pessoal. Só dava pra ouvir o vento uivar lá fora. Como não queríamos sair para comprar coisas para cozinharmos, aproveitamos que vimos um anúncio de tele pizza e chamamos uma ½ calabresa e ½ quatro queijos.
Devoramos a pizza (que mais parecia uma brotinho) em pouco tempo. Ainda matamos a saudade de tomar um bom guaraná Fruki bem gelado! Com o sono e o cansaço batendo, fomos arrumar as coisas para dormirmos.
Agora escrevo enquanto a Cris termina de arrumar a barraca. Fazia tempo que não usávamos o saco de dormir, porém esta noite será item indispensável! Restam apenas 5 dias!

Gastos
- Camping: R$30,00   - Supermercado: R$16,15   - Janta: R$24,90
Estatísticas
- Distância: 93,4Km   - Tempo: 5h48min13”   - Média: 16,1Km/h
Condições da estrada
- Boas, apesar de em certos pontos a estrada continuar em pista simples e o acostamento estar ruim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário